Na IFA 2010, nós testamos a AirFryer da Philips, máquina de fritar guloseimas diversas sem óleo. Ela chega agora ao mercado brasileiro pela Walita, que responde pelos home appliances da marca, ao lado de mais algumas coisinhas – incluindo ferros de passar que prometem não manchar ou queimar as roupas.

Em branco com detalhes em cinza (lá fora, vimos a preta), com uma cesta vazada com divisória e uma forma antiaderente como acessórios, a AirFryer usa a circulação de ar quente para preparar a comida. Na versão brasileira, ela é acompanhada por um livro de receitas elaborado pelo serviço de personal chef Dedo de Moça “para mostrar que é possível fazer também pratos e assados além de batatas fritas ou nuggets”, nas palavras da Philips.

Para usar a fritadeira, basta puxar a gaveta, colocar o alimento e ajustar o timer para até 30 minutos – a sugestão do tempo de preparo de cada tipo de guloseima está impressa ao lado do botão, mas é possível abrir a gaveta durante o processo para verificar se a coisa está indo bem.

Os alimentos que vêm sem um pingo de gordura na massa (por exemplo, empanados preparados em casa ou legumes e carnes in natura) precisam de meia colher de sopa de óleo para ficar crocantes. Um dia ainda a gente vai testar isso para ver se seria tão problemático assim abrir mão desse recurso.

Coisas importantes de dizer: a bichinha não solta cheiro ou fumaça, e se você fritar dois alimentos ao mesmo tempo, aparentemente um não absorve o gosto/cheiro do outro – isso não aconteceu no teste fritas + nuggets feito durante a apresentação. Ah, e pelo menos no caso das batatinhas congeladas, elas realmente ficam tão crocantes quanto se tivessem sido imersas em óleo quente.

O preço da AirFryer: R$ 1.099, com venda exclusiva pela (adivinha?) Polishop.

Outras novidades interessantes: a churrasqueira indoor (Grill de mesa 6320), uma chapa dupla lisa/grelhada antiaderente com coletor de gordura que assa carnes e legumes sem fazer fumaça (R$ 189 o preço sugerido); a Torradeira RI2630 com bocais extralargos para diferentes tipos de pães e um suporte em forma de alça retrátil que você pode usar para aquecer pães delicados (croissant, por exemplo) e bolos. O preço sugerido é de R$ 99.

Entre os ferros a vapor, o destaque fica com o PowerLife RI2960, que desliga automaticamente o aquecimento após 30 segundos parado, mesmo na tomada – reduzindo a história de queimar as roupas ou correr o risco de por fogo na casa quando se sai correndo para atender o telefone, por exemplo, ou tirar o feijão do fogo.

Segundo a Philips, tanto faz se estiver em pé ou deitado, ele interrompe o aquecimento mesmo assim, bastando estar sem uso há 30 segundos – óbvio que se for esquecido sobre uma peça mais delicada, provavelmente ela deve sofrer um pouco com o descuido. O modelo inclui ainda base antirriscos para não acumular sujeira (que depois começa a manchar a roupa), sistema Self-Clean que filtra a água (também para evitar manchas) e anti-pingos para o dispensador do vapor.

Uma opinião totalmente particular: não gosto de ferros leves, parece que exigem um esforço extra para a roupa ficar impecável. Testei o RI2960 e achei que ele tem o peso exato, nem muito leve, nem muito pesado, com um resultado interessante em uma camisa de algodão daquelas chatas. Preço sugerido: R$ 149.

Com exceção da AirFryer, os demais lançamentos estarão à venda no varejo tradicional.